May El-Khalil: No centro de Beirute com a mulher inspiradora por trás da Maratona de Prata

May El-Khalil, fundadora e presidente da Associação Maratona de Beirute, é uma das mais inspiradoras figuras públicas libaneses na atualidade. Além de um belo exemplo de perseverança, ela também é a prova de que os sonhos se tornam realidade. Continue lendo para aprender sobre sua filosofia de vida, sua paixão pelo Líbano e seus sonhos e esperanças para o futuro.

Você fez parte da diáspora. Alguma vez pensou em voltar?

O Líbano foi sempre uma opção, mas voltar para cá aconteceu sem verdadeiro planejamento por completo. A maior parte da diáspora libanesa que vive na África geralmente volta. Meus filhos foram a razão que motivaram nosso retorno, pois estavam se sentindo desconectados. Dessa forma, pensamos que seria melhor apresentá-los às suas raízes, voltar como uma família e promover uma identificação com o Líbano. A guerra foi o fator principal que atrasou o processo de retorno. Quando voltamos efetivamente, a maioria dos filhos já estava fazendo faculdade no exterior, mas pelo menos eles tinham um lugar para voltar.

O que você sentiu quando voltou da Nigéria para o Líbano? Isso mudou com o tempo? O que faz do Líbano uma CASA para você?

Os anos e as guerras definitivamente pesaram sobre o país em que eu cresci, mas as pequenas coisas que definiam minha ligação com o Líbano ainda estavam aqui. Não foi difícil me reconectar. Na verdade, a conexão com as ruas, o ambiente e as pessoas era tão simples e real quanto à velha nogueira em que costumávamos nos esconder quando pequenos, o quiosque da esquina, as ruas em que corríamos, os becos que testemunharam nossos passos e as montanhas que guardaram nossas memórias e sonhos intermináveis.

O que significa CASA para você?

CASA é onde o amor se faz sentir, o amor do meu marido e da minha família. É onde eu vejo rostos familiares que completam meu senso de existência. É onde as emoções são, todas, muito genuínas e reais. É onde me sinto mais ligada a mim mesma e isso é aqui, no Líbano.

Por que você decidiu ficar no Líbano?

Definitivamente o acidente que sofri foi um marco na minha vida, pois antes dele nunca tinha pensado em ficar. Em 2001, dois anos após voltar para o Líbano, sofri um acidente quase fatal que me deixou em coma. No entanto, depois de várias cirurgias, armada de enorme força de vontade e grande amor pela vida eu andei novamente. Então, para celebrar o dom da vida e a mobilidade recém-descoberta, fundei a Associação Maratona de Beirute, para ajudar a consertar as divisões através de uma mudança de foco, do que divide os libaneses para a união coletiva através da corrida, ou seja, seu amor pela vida e seu compromisso com as ONGs que ajudam a humanidade.

Além da corrida, você têm outros hobbies?

Esporte e mais esporte, sempre. O ato de retribuir à comunidade com idéias criativas através de soluções artísticas também é um dos meus hobbies. Fazer parte do conselho de várias organizações de caridade  me permite ajudar com idéias que possam angariar recursos e doações.

O que é felicidade para você?

Felicidade é realizar coisas que os outros acham que são impossíveis de realizar. Felicidade é ver minha família feliz.

Qual é a sua mensagem para os jovens que querem ir embora e fazer suas vidas em outro lugar?

Encorajo aventuras. Cada um tem todo o direito de experimentar distintas culturas e visitar cidades diferentes. O mundo é um lugar grande, cheio de maravilhas. Acredito que os jovens devem explorar, mas devem ter em mente que o Líbano precisa deles, por isso meu conselho seria: "VIAJE! Viaje para aprender, experimentar, descobrir e compartilhar tudo isso, mas mantenha o Líbano no coração, e quando for a hora certa, volte! Traga de volta a energia, traga de volta toda sua aprendizagem e talento e invista no seu país. O Líbano precisa de você, assim, seja a mudança necessária para que o Líbano se torne o país dos nossos sonhos ".

Você tem esperança no Líbano?

Sempre e para sempre. O Líbano sempre foi capaz de superar todos os conflitos e desafios e vai continuar crescendo, apesar de todas as dificuldades. Através da experiência da Maratona de Beirute sentimos a bondade do povo libanês e sua vontade de se unir, mostrando sentimentos de amor verdadeiro e unidade. Vamos apenas estender essa energia sentida em dia de maratona para outros dias e outras situações. Desta forma, teremos uma Líbano esperançoso, positivo e simplesmente incrível.

Porque você acha que os estrangeiros vêm para o Líbano e gostam tanto que acabam ficando?

O que não gostar no Líbano? Ele tem tudo. Tem cenário, tem amor, tem a humanidade, tem uma causa, tem história, cultura e propósito. O Líbano tem alma, arte e acima de tudo, tem o maior evento de corrida do Oriente Médio. Falando de forma humilde, o que você vê na maratona de novembro é o que o Líbano representa. A combinação de todas as coisas orgânicas e genuínas produz um belo caos que lhes permite se aventurar em suas mentes criativas.

Quais são alguns dos seus sonhos para o futuro?

Em um nível pessoal, meu sonho é ser capaz de correr, ainda que uma única vez, já valeria a pena, ser capaz de sentir meus pés levemente tocando o chão enquanto minha alma comemora a liberdade nas ruas de Beirute, uma cidade que me é tão cara.

Em nível nacional, meu sonho seria que super-heróis libaneses participassem dos Jogos Olímpicos, trazendo de volta medalhas e elevando o nome do Líbano no mundo do esporte. Esses super-heróis se tornando modelos para as gerações futuras, permitindo-lhes ver que os sonhos são possíveis e que o esporte tem o poder de nos tornar melhores como seres humanos, nos unir como libaneses e mudar como país.

O que você faz para ajudar os municípios e outras iniciativas?

Definitivamente ajudamos em um nível de partilha de conhecimentos. A Maratona de Beirute está empenhada em partilhar sua experiência e recursos adquiridos com organizações e municípios que queiram organizar eventos de corrida. Este ano, estamos felizes em expandir serviços de logística e de gestão para 64 corridas regionais em todo o país, ampliando ainda mais a idéia de correr para a saúde e por causas.

Como é ser uma mulher no Líbano?

Eu prefiro pensar que sou um ser humano no Líbano, orgulhoso e inspirado pelas ONGs e movimentos sociais que lutam para tornar a vida das mulheres melhor. No entanto, ainda precisamos de leis mais fortes para proteção dos mais vulneráveis em nossa sociedade contra a violência física e emocional.

Como é ser uma mulher de sucesso no Líbano?

Eu realmente acredito que o sucesso vem dos que apóiam e acreditam na causa. A Maratona de Beirute organiza eventos de corrida no Líbano. Eventos de corrida precisam de corredores, torcida, voluntários, entidades governamentais, representação oficial, equipes médicas, organizações não-governamentais, dentre outros. Nossos eventos são considerados bem-sucedidos por causa da participação e do apoio de cada libanês que participa e é assim que eu me identifico com o sucesso. A Maratona de Beirute é uma marca de amor e vamos continuar investindo nos corações de milhares de libaneses que depositam sua confiança em nós.

Beleza

Muita água, verdes, risadas, otimismo, amor e esportes.

Sucesso

Acreditar em si mesmo e em suas capacidades, sonhar alto e alcançar objetivos.

Energia

Pensamento positivo

Feminilidade

Compreender o valor de cada um como mulher. Ter um estilo único, observando as tendências atuais.

IAAF Corridas de Rua com Certificação de Excelência são corridas que a Associação Internacional das Confederações de Atletismo seleciona como sendo as melhores corridas de rua do mundo. Há três categorias de certificação: bronze, prata e ouro.

Em 2014, a BDL Maratona de Beirute foi premiada com o certificado de prata. O Líbano é  um dos 22 países em todo o mundo a receber esta distinção.

 

Author

We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…